LBV ampara comunidade vulnerável de Curitiba

No bairro Caximba, LBV doa 3 toneladas de itens para contribuir no enfrentamento aos prejuízos gerados pela pandemia da Covid-19.

Sua doação chegou!

A Equipe da LBV esteve no bairro Caximba, zona sul de Curitiba, e entregou mais de três toneladas de doações (alimentos não perecíveis, frutas, verduras e kits de limpeza) às famílias da Vila 29 de Outubro.

{glf nid:125542}

No local, funcionou, por duas décadas, o aterro sanitário da cidade. Após o encerramento desta atividade, em 2010, famílias passaram a ocupar de forma irregular a região, instalada em uma área de proteção ambiental.

Atualmente, mais de mil famílias vivem, em condições de extrema pobreza, na ocupação. Além da necessidade alimentar, sofrem com inundações, o desemprego, a violência, ruas sem asfalto e com ausência de saneamento básico.

Não à toa, a comunidade apresenta o maior índice de vulnerabilidade social da capital paranaense.

Vale destacar que este não é o primeiro — muito menos o último! — destino de nosso Roteiro Solidário por Curitiba.

A cozinheira Joseana de Oliveira, mãe de três crianças, perdeu o emprego devido à pandemia.

Em vídeo, que você pode acompanhar no post a seguir, após as fotos, ela agredeceu a assistência:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Solidariedade | Mundo Melhor (@lbvbrasil) em

 

“Quero agradecer a cada um que doou, para que esta cesta chegasse aqui. Quero dizer que, para mim, essa é uma resposta do Senhor Jesus, aqui em casa estamos todos desempregados. Então, estávamos quase sem alimento. Orei, pedi a Deus e essa é a resposta. Quero agradecer a cada colaborador que mandou esse alimento para minha casa. Muito obrigada!”, disse.

Nossos agradecimentos também se estendem aos Amigos da Boa Vontade que contribuíram ativamente com esta ação solidária:
– Programa Mesa Brasil, do Sesc;
– Banco de Alimentos do Ceasa;
– Central Única das Favelas;
– Associação da Dona Ni.

Você ajuda, a LBV faz!

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas