Atendida pela LBV agradece apoio em meio à pandemia

Débora Ferreira divide dois cômodos com mais cinco pessoas e vive da venda de reciclados. Graças à LBV, terá o que comer neste período.

Débora Ferreira mora na comunidade de Mangueira, na Cidade Baixa, em Salvador/BA, e divide dois cômodos com mais cinco pessoas.

A renda da família depende da venda de reciclados. Por dia, o valor chega a 30 reais. Além disso, a região em que vive não tem infraestrutura e saneamento básico. Em dias de chuva, a situação fica ainda pior, já que o local era um manguezal.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Solidariedade | Mundo Melhor (@lbvbrasil) em

A realidade se complica ainda mais pelas incidências de contágio da COVID-19 nas proximidades de seu bairro.

+ Confira como foi a ação emergencial da LBV em Salvador

Neste momento desafiador, Débora e o filho Renato, de 9 anos, atendido diariamente pela LBV, receberam nossa equipe e foram beneficiados com uma cesta de alimentos e um kit de limpeza.⠀⠀⠀⠀⠀

“Eu estou agradecendo mais uma vez o kit que eu ganhei. Eu parei de fazer faxina e agora estou com a renda das latinhas que eu cato e da cesta básica que ganhei da LBV. Eu só tenho muito para agradecer”, disse.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Ajude famílias como a de Débora, que estão enfrentando momentos desafiadores por conta do novo coronavírus.

 

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas